Inadimplência: 5 formas de evitar esses casos na sua empresa

O Brasil atingiu em 2017 o recorde de pessoas em caso de inadimplência, cerca de 61 milhões de brasileiros tiveram dívidas em atraso. Pensar em formas de evitar calotes de clientes pode ser considerado um grande desafio para as empresas.

Inadimplência

Foto: E-gestor



Com a crise econômica e o alto índice de desemprego, a tendência é que o número de inadimplentes aumente. Pensando nisso, a ADV Tecnologia listou 5 formas de se livrar desse prejuízo. Confira:

1. Dê preferência para o uso cartão de créditos

Se há alguns anos perguntassem “qual a dica para evitar um calote”, a resposta seria: evite aceitar cheques. Hoje, a dica quase universal é: opte por cartão de crédito como forma de pagamento na sua empresa.

“Caso o seu negócio permita utilizar o cartão de crédito, opte por essa forma. Antes, claro, faça uma conta simples sobre o índice de inadimplência da sua empresa e a porcentagem cobrada pelo cartão de crédito”, explica o diretor executivo da ADV Tecnologia e especialista em software de gestão, José Claudio Brito.

2. Ter um contrato bem amarrado

Uma das formas de evitar calotes de clientes é ter um contrato bem amarrado com detalhes e informações necessárias. Ter a prestação do seu serviço documentada dará a possibilidade de levar, em caso de inadimplência, para os meios legais como Serasa.

3. Veja o cadastro positivo

Atualmente, as empresas também podem consultar o Cadastro Positivo. “O seu negócio pode ter essa política de fazer pesquisa sobre o cliente antes de fechar qualquer compra. No entanto, a escolha de vender ou não para um consumidor que tem um cadastro negativo deve ser pensada”, analisa José Claudio.

O especialista em software explica que algumas empresas arriscam e vendem para clientes que não têm um cadastro positivo, já que o mercado está em crise e as dificuldades de manter um negócio são cada vez maiores.

“O ERP auxilia o empreendedor em uma decisão dessa, porque uma coisa é o cliente ter uma negativação, outra é quando ele tem uma recorrência de dívidas. O risco do consumidor não pagar é maior. Caso a inadimplência do cliente seja registrada no ERP, o sistema será um instrumento para organizar as informações e trabalhar ao seu favor nessa decisão”, explica.

4. Pedir referência

A velha referência sempre vai continuar sendo uma das formas de evitar calotes de clientes. A referência de um conhecido pode te dar mais segurança. Obviamente, não será algo certeiro e 100% confiável.

“Claro que algumas empresas, além de usarem essas dicas, vinculam a conclusão do serviço, por exemplo, com a parte do pagamento. Em outros casos, só entregam o produto após o pagamento total. Existem mecanismos que podem ser utilizados de acordo com seu negócio e que darão mais segurança”, afirma o diretor executivo da ADV Tecnologia.

5. Acompanhar índice de inadimplência

Junto das 4 formas de evitar calotes de clientes citadas acima, é importante sempre acompanhar o índice de inadimplência. Ele será um balizador da sua empresa.

Além do índice geral divulgado pelos órgãos oficiais, há os índices de cada segmento. “Se o seu segmento é o varejo, por exemplo, e o índice de inadimplência está em 7% e o da empresa em 5%, você está em um nível bom. Caso o seu negócio esteja em um índice maior do que 7%, você precisa ver o que há de errado.”

Depois de acompanhar esses índices, as empresas também podem estabelecer metas para diminuir a inadimplência dos consumidores, essa é uma das formas de evitar sofrer calotes de clientes.

 


Informações:
ADV Tecnologia

Deixe seu comentário

comentários