Um convite para o empreendedorismo feminino

Com passagens por grandes grifes, a estilista Gabriela Readi cria sua marca e convida para o empreendedorismo feminino

Foto: divulgação.

Formada em Arquitetura pela FAU/UFRJ, Gabriela Readi, desde muito jovem, já demonstrava vocação para trabalhar com joias. Gabriela fez diversos cursos de especialização, entre eles, joalheria, gemologia, colorimetria, e até artes, concluído em Florença, na Itália.

No término da capacitação Máster em Joalheria, pela PUC Rio, Gabriela Readi foi convidada pela curadoria da empresa HStern, para desenvolver coleções temáticas. “Fiz minha proposta em prata e pedras brasileiras, o que fugiu do estereótipo dos produtos turísticos. Minhas peças eram cuidadosamente desenhadas e assim, com este novo argumento, mantivemos a parceria por sete anos”, comentou.

“Trabalhar para grandes corporações ou em grandes corporações trouxe um aprendizado incrível, além de uma exposição sem igual para o meu trabalho. É muito gratificante andar pelas ruas e perceber parte de você em algumas pessoas”, Gabriela.

Trajetória

Em 2005, na joalheria carioca Ganish, Gabriela liderou o time de criação da marca. Depois, iniciou um trabalho de private lable para a Vivara. Em 2007, assumiu a direção de criação da marca até 2012.

Em 2012, Gabriela Readi começou desenvolver seu trabalho em empresas com perfil mais empreendedor e que buscavam criar, não apenas joias mas uma nova identidade, um estilo próprio e uma nova forma de atuação no mercado.

Já em 2015, Gabriela começou a desenhar o business plan de uma nova empresa, a Ylaii Joias & Acessórios.

No ano seguinte, a marca deu um passo importante na adoção do sistema de franquias. “A Ylaii é a concretização de uma meta pessoal e profissional que eu tinha há anos. Queria criar, não apenas joias com meu estilo próprio, mas um modelo de negócio que pudesse envolver pessoas em todas as partes do Brasil”, defende.

 “O empoderamento feminino é o resultado de uma evolução. Hoje, temos mais influência e reconhecimento. Estamos caminhando passo a passo para que sejamos reconhecidas pelo que somos, por nossos talentos. Só que ainda há muitas desigualdades a superar. Não queremos somente o ônus desta responsabilidade como também o bônus”, Gabriela.

Sobre o momento de tantas crises, econômica, social e política,  Gabriela Readi acredita que o Brasil tem solução.

“Algumas pessoas dizem que em momentos de crise as pessoas param de consumir tudo. Penso que, mesmo nos tempos mais difíceis, as pessoas também se preocupam e cuidam de seu bem-estar e de sua beleza. Apenas ajustam seu orçamento.

Além disso, meu desafio é adequar o design e as peças para momentos como este. Temos sempre uma pessoa querida pra presentear e toda mulher se preocupa em sair linda de casa. Sempre!”, explica.

Oportunidades para empreender

A estilista está a procura por novas parcerias, e defende o empreendedorismo feminino.

“Minha busca é alcançar pessoas, em cada canto do Brasil, que desejam ser empreendedores, que queira fazer, de seu talento e de seu esforço, um veículo para levar beleza às mulheres, para impactá-las positivamente e, principalmente, para que se sintam ainda mais empoderadas”, finaliza.

E você?

A história de Gabriela é mais uma inspiração para que as mulheres invistam em seus potenciais e acreditem na capacidade de concluir objetivos,  questionar comportamentos e conquistar cada vez mais presença no mercado brasileiro. E você? O que tem feito com os seus negócios? Vamos empreender?

Deixe seu comentário

comentários