Seminovos e Usados: 10 segredos para garantir a melhor compra

Toda atenção é pouca durante a compra de veículos seminovos e usados. Experiente na negociação de automóveis e veículos revela 10 segredos para fazer a melhor compra de seminovos sem arrependimentos e decepções

seminovos e usados.

Foto: Gratisiography.

Você já possui carro? Está pensando em comprar um? Ou precisa reduzir custos e vai considerar veículos seminovos ou usados? Sabia que existem truques para garantir uma boa compra? Descubra:

TENDÊNCIA DE MERCADO

Após a temporada de crise, brasileiros estão comprando mais veículos usados no acumulado de janeiro a junho de 2017 em relação ao mesmo período em 2016.

Dados recentes da Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave), apontam crescimento de 10,71% nas vendas desse segmento no Brasil.

“Adquirir veículos seminovos ou usados tem sido uma opção para quem não quer comprometer tanto o orçamento familiar. Nesses casos, até mesmo a escolha da proteção veicular entra em discussão, já que, dependendo do modelo e ano de fabricação, algumas seguradoras rejeitam”,  Lélia Almeida Magalhães, Auto Truck.

RISCOS DE AQUISIÇÃO

A compra e venda de veículos seminovos ou usados sempre envolve riscos, sejam eles relacionados à documentação, financiamentos em andamento, multas e, até sobre danos na carroceria, motor e acabamentos. Além disso, os envolvidos na transação podem esconder um histórico duvidoso.

Mas, para ter certeza de realizar a compra certa e minimizar os riscos de surpresas desagradáveis, Lélia Magalhães, administradora da Associação de Automóveis e Veículos Pesados – Auto Truck, revela 10 segredos importantes que devem ser observados ao optar pela compra de veículos usados:


— 10 SEGREDOS —

1 – Carros de conhecidos são sempre boas opções

Comprar seminovos de amigos ou por indicação contribui para não entrar numa fria.

Em caso de problemas ou defeitos, você sabe exatamente a quem recorrer. Além disso, também conhece um pouco do histórico ou da “fama” do antigo proprietário.

Comprar diretamente de concessionárias é a segunda melhor opção. Sendo grandes lojas que carregam o nome da montadora, dificilmente se envolverão com maus negócios.

 

Foto: banco de imagens.

 


2 – Informe-se sobre o mercado de seminovos/usados

Conhecer o mercado indica o melhor caminho para fazer uma boa compra e garantir a boa revenda no futuro.

Existem muitas revistas especializadas, sites e cadernos de veículos com boas opções, rankings e reviews dos carros mais vendáveis no mercado. Fique atento também às pesquisas populares de satisfação e insatisfação com determinadas marcas e modelos.

 

Foto: banco de imagens


3 – Pesquise as possibilidades de revenda

Saber do valor de depreciação de determinado modelo garante o direito de pedir bons descontos. 

Alguns carros são considerados difíceis de vender, por isso, pesquise bastante e, se mesmo assim for a sua opção, peça um desconto significativo. Em geral, carros com cores extravagantes, de qualidade e segurança duvidosas, manutenção cara, possibilidade de sair de linha e com poucas concessionárias autorizadas costumam encalhar nas lojas e garagens. Fique atento!

 

Foto: banco de imagens.


4 – Proteja seu veículo (prevenir é melhor que remediar)

Ao comprar o veículo, não se esqueça de fazer contato imediato com uma associação de proteção veicular.

Verifique as melhores opções no mercado e compare atendimento e benefícios oferecidos. Buscar referências sempre é uma boa alternativa. Lembre-se que o caro não é garantir a proteção ou seguro do seu veículo. Caro é abrir mão disso.

 

Foto: banco de imagens.


5 – Verifique a estrutura mecânica

Verifique se toda a estrutura externa do veículo é original e se está em ordem. 

Observe os níveis de ruído interno e a vibração do volante. Verifique se há folgas no pedal de freio e analise como o veículo de comporta ao passar em buracos e quebra-molas. Se você não é mecânico e nem especialista no assunto, é importante encaminhar até um profissional da área para avaliar seu carro com mais precisão.

 

Foto: banco de imagens.


Continuar lendo

6 – Faça Teste drive  (sim, isso vale para usados)

Conheça o carro que vai comprar. Sinta como ele desenvolve e se corresponde às suas expectativas.

Dirigir o carro que pretende comprar nem sempre garante uma compra segura, mas vale a pena para “sentir e ouvir” o carro. É o momento para observar detalhes, “barulhinhos” e possíveis incômodos que o carro possa apresentar.

 


7 – Cuidado com roubadas, literalmente

Certifique-se que o carro não é roubado ou clonado.

Ao escolher um veículo de pessoa física, faça uma vistoria completa antes da compra. Verifique o número do chassi, dos vidros e da placa e veja se são os mesmos que estão no documento. Se você também não é especialista no assunto e gostaria de uma fonte confiável, ferramentas como Loocalizei Consultas podem resolver sua vida.

 


8 – Já pensou em comprar em outra cidade?

Pouca gente sabe, mas pode ser vantajoso comprar um seminovo ou usado em outra cidade.

De acordo com a Molicar – tabela utilizada como referência de preços de veículos nas concessionárias – o preço é o grande diferencial, podendo variar de 5% a 10% de diferença entre uma cidade e outra. Assim, comprar um veículo de uma cidade vizinha pode ser um bom negócio, desde que o custo de transporte do seu veículo não seja equivalente ao valor dessa diferença.

 


9 – Você tem acesso ao histórico do seu veículo?

Tenha certeza em não comprar um carro abacaxi. Exija o histórico veicular completo.

Carros batidos desvalorizam muito o preço de um veículo. Por isso, realizar uma vistoria com o veículo limpo e seco pode evitar problemas futuros. Fique atento às marcas e possíveis manchas de retoque na pintura. O Não Compre Abacaxi ajuda motoristas a desvendarem a trajetória do veículo, evitando que envolvam-se em ciladas.

 


10 – Garanta a transparência de informações jurídicas

Informe-se no DETRAN da sua cidade, Secretaria da Fazenda e Prefeitura se o veículo está isento de débitos e consta como devidamente regular. A ferramenta Loocalizei Antifraude ajuda compradores a verificarem a situação de vendedores físicos ou empresas, a partir da consulta de CPFs e CNPJS com bases da Serasa Experian.

 


Pronto!

Agora você já sabe os segredos para realizar a melhor compra do seu próximo veículo.

Não se esqueça, um bom carro é reflexo de uma compra consciente.  

Diga-me com que carro andas e te direi quem és! 

via GIPHY

Bons negócios!

 


Informações: Hipertexto Comunicação Empresarial & Autotruck

Deixe seu comentário

comentários